cotovelo 5

ORTÓTESE COTOVELO COM ARTICULAÇÃO DE BRAÇO E ANTEBRAÇO EM TERMOPLÁSTICO

Características:
Ortótese para o úmero, composto por duas peças (interna e externa) em polietileno de alta densidade, correias de regulação e sistema de fecho com micro gancho que podem ser cortadas de acordo com o comprimento desejado e que encaixam aos separadores em polietileno de 1 mm que por sua vez são unidas a uma tira acolchoada em plastazote no interior.
Efeitos:
Imobilização do cotovelo em uma determinada posição. Maior estabilidade na fractura ou seja a região centro da factura é abrangida uniformemente, isto é importante especialmente quando a fractura está muito próxima da articulação.
Controlo de mobilidade:
Mediante a articulação de cotovelo com sistema de regulação da flexo-extensão, podemos limitar a mobilidade das mesmas conforme o desejado. Também existe maior protecção na zona da fractura a impactos externos, movimentos rotacionais ou outras forças físicas indesejadas.
Articulação monocêntrica com a possibilidade de regular a flexo-extensão de 0°a 90° em intervalos de 30º, assim com um bloqueio total.
Indicações:
Fracturas distais do úmero quer por trauma directo ou indirecto, fracturas patológicas, tratamento cirúrgico das fracturas. Como tratamento de lesões associadas à articulação do cotovelo.

cotovelo 6

ORTÓTESE COTOVELO COM ARTICULAÇÃO DE BRAÇO ANTEBRAÇO E TALA PALMAR EM TERMOPLÁSTICO

Características:
Ortótese modular composta por uma tala para o úmero e antebraço, articulação do cotovelo com sistema de regulação da flexo-extensão e tala palmar, bloqueio e guia para definição dimensional, correias de regulação e sistema de fecho com micro gancho que podem ser cortadas de acordo com o comprimento desejado e que encaixam aos separadores em polietileno de 1 mm que por sua vez são unidas a uma tira acolchoada em plastazote no interior.
Efeitos:
Imobilização do cotovelo em uma determinada posição. Maior estabilidade na fractura ou seja a região centro da factura é abrangida uniformemente, isto é importante especialmente quando a fractura está muito próxima da articulação.
Controlo de Mobilidade:
Mediante a articulação de cotovelo com sistema de regulação da flexo-extensão, podemos limitar a mobilidade das mesmas conforme o desejado. Também existe maior protecção na zona da fractura a impactos externos, movimentos rotacionais ou outras forças físicas indesejadas.
Articulação monocêntrica com a possibilidade de regular a flexo-extensão de 0°a 90° em intervalos de 30º, assim com um bloqueio total.
Indicações:
Fracturas distais do úmero quer por trauma directo ou indirecto, fracturas patológicas, tratamento cirúrgico das fracturas.
Como tratamento de lesões associadas à articulação do cotovelo. Como suporte de mão em situações em que a fractura está associada com paralisa ou outra.

cotovelo 7

ORTÓTESE COTOVELO COM CONTROLO DE FLEXO-EXTENSÃO “HUMERTEC”

Características:
Formada por um apoio de braço e outro de ante-braço unidas entre si mediante articulação monocêntrica com possibilidade de regular a flexo-extensão 0º a 90º em intervalos de 30º em 30º. A articulação tem barras embutidas em tecido microvelcro que permite adaptação em toda a extensão do membro superior. Tem uma capa exterior de veludo e uma interna de tecido suave hipoalérgico e uma placa em termoplástico que proporciona um suporte firme. Tiras com fecho de ajuste em velcro.
Efeitos:
Imobilização e ajuste do membro superior, quando é necessário controlar ou bloquear os graus de flexão e extensão.
Indicações:
Fracturas distais do úmero, fracturas patológicas (metástases Ostiolíticas). Em cirurgia dos ligamentos do cotovelo. Com tala palmar: em caso de nevralgia (paralisia transitória), devido ao agente traumático, recomenda-se a utilização da ortótese com suporte palmar. Em caso de paralisia radial recomenda-se o uso com tala palmar e abdução do polegar.
Colocação:
O produto deve ser adaptado pelo seu técnico ortopédico ou médico.
Previamente deve moldar-se as barras segundo a morfologia do paciente. Colocar os apoios no braço e antebraço, fixar e alinhar as articulações fazendo coincidir o eixo mecânico, com o eixo anatómico, continuando a ajustar os velcros. Uma vez realizadas estas operações certifique-se do correcto alinhamento das articulações, podendo bloqueá-las em intervalos de 30º (junta-se chave allen). Por último ajustar as tiras por cima de ambas as barras.
Uma compressão excessiva pode produzir interrupções vasculares.

cotovelo 10

COTOVELEIRA ELÁSTICA com Almofada Viscoelástica COSIDIL®

Características:
Fabricado em elástico com pontos transpiráveis, com duas almofadas anatómicas em tecido viscoelástico, que produzem uma maior redistribuição da compressão na zona do epicôndilo e epitrôclea.
Efeitos:
Estabilização, compressão e suporte.
Indicações:
Epicondilite, epitrocleite, tendinite, também pode ser utilizado na prevenção, apoio e suporte em práticas desportivas e laborais, contusões leves, traumatismos e instabilidades leves, processos inflamatórios.

cotovelo 11

BRAÇADEIRA EPICONDILITE TRANSPIRÁVEL

Características:
Material acolchoado com banda semi-elástica para uma adaptação personalizada. Dispõe de uma almofada amovível em silicone, revestido com tecido para uma compressão selectiva.
Indicações:
Epicondilites, epítrocleites em trabalho e desporto.

cotovelo 1

PULSO ELÁSTICO CURTO ABERTO COM TALA FLEXÍVEL PALMAR AMOVÍVEL 18CM

Características:
Fabricado em elástico acolchoado e forrado em algodão anelado muito resistente e suave, com fecho ajustável em velcro que dá uma maior adaptação da ortótese e tala em alumínio flexível, moldável e amovível para controlo da flexão.
Efeitos:
Controlo e estabilização da articulação do pulso.
Indicações:
Afecções do tubo carpiano, tendinites, sequelas dolorosas ou inflamatórias, instabilidades, reabilitação física.

cotovelo 3

PULSO ELÁSTICO COMPRIDO ABERTO COM TALA FLEXÍVEL PALMAR E POLEGAR AMOVÍVEL 20CM

Elástico acolchoado e forrado em algodão anelado muito resistente e suave, com fecho ajustável em velcro que dá uma maior adaptação da ortótese e tala palmar e polegar em alumínio flexível, moldável e amovível para controlo da flexão.
Efeitos:
Controlo e estabilização da articulação do pulso e trapezio-metracarpiana.
Indicações:
Lesões combinadas da articulação do pulso com o polegar, afecções do túnel carpiano, tendinites, tenossinovites, sequelas dolorosas e inflamatórias, instabilidades das articulações carpometacarpianas e metacarpofalângicas.

cotovelo 2

PULSO ELÁSTICO CURTO ABERTO COM TALA DE POLEGAR AMOVÍVEL 13CM

Características:
Elástico acolchoado e forrado em algodão anelado muito resistente e suave, com fecho ajustável em velcro que dá uma maior adaptação da ortótese e tala de polegar em alumínio flexível, moldável e amovível para controlo da flexão.
Efeitos:
Controlo e estabilização da articulação do primeiro dedo.
Indicações:
Imobilização relativa e protecção das articulações carpometacarpiana e metacarpofalângica.

cotovelo 4

TALA FORRADA POSTURAL DE POLEGAR TRANSPIRÁVEL

Características:
Fabricado em termoplástico e forrada com filamento perfurado transpirável e fecho ajustável com micro-gancho. Também é possível modificar a anatomia da ortótese através de calor mediante pistola de ar quente.
Efeitos:
Imobilização das articulações metacarpofalângicas do polegar (pós-traumática e pós-cirúrgico). Limita os movimentos na zona distal do pulso e proximal (flexão-extensão) e também o desvio radial e cubital. Tendinites, sequelas dolorosas e inflamações, instabilidades nas articulações metacarpofalângicas.
Indicações:
Tendinites, secuelas dolorosas e inflamações, instabilidades nas articulações metacarpofalângicas, lesões desportivas, polegar de esquiador, irritações nas articulações metracarpofalângicas, imobilização das articulações trapezio-metacarpianas (rizartrose do polegar).

cotovelo 8

TALA IMOBILIZAÇÃO DE MÃO EM TERMOPLÁSTICO EM POSIÇÃO FUNCIONAL

Características:
Termoplástico, forro interior de espuma e veludo, absorvente e lavável para evitar a transpiração. Pode ser moldada com uma pistola de ar quente.
Efeitos:
Tem por função conseguir uma limitação da mobilidade o mais completa possível do pulso, mão e dedos mantendo-os em ligeira flexão de 10º e abdução do polegar.
Indicações:
Lesões neurológicas de origem central ou periférico (paralisias espasmódicas e flácidas); como tratamento para a prevenção das deformações de origem reumático bem como o alívio da dor e diminuição da inflamação.
Síndrome do canal cárpico.

cotovelo 9

TALA IMOBILIZADORA DE MÃO ANTI-ESPASMÓDICA

Características:
Fabricada em termoplástico, forro interior de espuma e veludo absorvente e lavável para evitar a transpiração.
Pode ser moldada com uma pistola de ar quente.
Efeitos:
Mantém as articulações do pulso, mão e dedos em ligeira flexão, separação de dedos exercendo através das correias uma força extensora individual em cada dedo.
Indicações:
Tala de repouso como tratamento da dor, patologias neurológicas. Hemiplegias, especialmente indicada em paralisias espasmódicas, mantendo a abóbada palmar, a mão e o pulso em posição inibidora dos reflexos, prevenindo as deformações devidas a espasmos e contrações, evitando a garra cubital.

Ver mais soluções